P A T R O C I N A D O R E S

Resumo da 1ª Fase do Campeonato Nacional


Só um objetivo alcançado! 
Sabendo que o Campeonato Nacional é uma prova muito exigente, dominada nas últimas épocas pelas equipas do Porto e em que as equipas de Aveiro têm revelado grandes dificuldades, definimos como objetivos para a nossa participação, em 1º lugar a "fuga" aos 2 últimos lugares da classificação para evitar a perda de mais um lugar para a ABAveiro e depois, uma classificação final nos quatro primeiros lugares da classificação. Acabámos em quinto, embora em igualdade pontual com o 3º, Diogo Cão e 4º, Guifões. 
Assim, podemos afirmar que alcançámos o 1º objetivo e falhámos o 2º. Isto, independentemente dos problemas de arbitragem nos jogos disputados em Vila Real pelo Digo Cão, com queixas de todas as equipas. O Diogo Cão teve 6 vitórias em "casa" e apenas uma derrota com o FC Porto, sendo a sua classificação algo irreal. 
Apesar de termos falhado o 2º objetivo, chegámos à última jornada com hipótese de alcançar o 2º lugar e consequente apuramento para a Fase Final Nacional. Teríamos de ganhar no Vasco da Gama por mais de 5 pontos, tarefa difícil mas pela qual lutámos, apenas cedendo no último período. 
Embalados pela dinâmica da brilhante conquista do Campeonato Distrital, entrámos da melhor forma na competição, com 4 vitórias consecutivas, embora por diferenças curtas, perante Diogo Cão, Desportivo da Póvoa, FC Porto e Ovarense. 
Na 5ª jornada cedemos em "casa" perante o Braga por 3 pontos. Não conseguimos superar a enorme vantagem atlética desta equipa, num jogo muito físico e com demasiados contactos. 
Na 6ª jornada em Guifões fizemos um dos jogos menos conseguidos e perdemos por 13. 
À 7ª jornada tivemos mais um jogo extremamente equilibrado com o Vasco da Gama, apenas decidido no final, com derrota por 5 pontos. 
Na 8ª jornada em Vila Real com o Diogo Cão, tivemos o jogo fundamental da competição. Depois de 3 desaires era o jogo ideal para retomar o caminho das vitórias. Apesar de todos os problemas de arbitragem, uma excelente 1ª parte permitiu chegar ao intervalo a ganhar por 15. Tudo parecia bem encaminhado, mas as coisas ainda conseguiram piorar no decorrer da 2ª parte e ficámos com a certeza de que era impossível ganhar o jogo, como veio a acontecer. 
Menos confiantes voltámos a ceder em "casa" por 1 ponto perante o Desportivo da Póvoa e, na 10ª jornada voltámos a fazer um jogo fraco perante o F.C. Porto. 
Seguiu-se a Ovarense em "casa", um jogo decisivo para alcançarmos o 1º objetivo e apesar da má fase em termos de resultados, conseguimos reagir da melhor forma e vencer por 3 pontos. 
Fomos depois a Braga vencer por 11, num jogo difícil mas em que talvez tenhamos feito durante a 2ª parte o melhor basquetebol da época. 
Recebemos depois o Guifões e nova vitória por 5 pontos, num bom jogo da nossa parte. 
E foi após 3 vitórias consecutivas que disputámos na última jornada, no Vasco da Gama, o apuramento para a Fase Final, num bom jogo de ambas as equipas, com decisão apenas no último período. 
Resumindo, consideramos positiva a participação pois a exigência e qualidade da competição permitiram um importante crescimento e ganho de experiência aos nossos atletas, aspetos bem mais importantes que as preocupações classificativas. 
Foram utilizados nesta fase os seguintes jogadores: Diogo Pinto, Vasco Silva, Simão Verde, Miguel Silva, Francisco Cordeiro, Martim Rocha, José Balseiro, João Costa, João Lima, Rui Jorge, Daniel Luzia, João Luzia e Diogo Machado. 
António Barata e José Guerreiro 

0 comentários:

Enviar um comentário

GALITOS Basquetebol - Original Posting Rounders 3 Column | Design: Douglas Bowman | Modification: Ricardo Brito/João Cura