P A T R O C I N A D O R E S

3ª Ação da Formação Itinerante

Realizou-se em Ovar a 3ª ação de formação da ABA que teve como intervenientes Mário Leite da Ovarense e Luís Magalhães.

O Galitos esteve mais uma vez representado por 3 treinadores nos cerca de 4 dezenas que se deslocaram a Ovar para assistir a mais 2 intervenções.

3ª Jornada: Sangalhos 53 – Galitos/INDASA 66

Saber sofrer e conseguir responder

Nesta jornada defrontamos o nosso mais direto adversário no Distrital, equipa equilibrada e com qualidade suficiente para entrar nas contas finais desta fase do Nacional. Foi um jogo muito difícil, tal como já esperávamos, pois reconhecemos e respeitamos a qualidade da equipa que defrontámos.
Entrámos no jogo com grande atitude defensiva e concentrados nas tarefas que tínhamos que desempenhar, sair em velocidade na transição defesa-ataque e por vezes ao querer sair tão rapidamente para o ataque acabámos por fazer demasiados turnovers, nesta fase da transição.
Ganhámos alguma vantagem neste momento do jogo e acabámos por vencer o 1º período 07-14.
No 2º período foi o nosso momento menos conseguido deste jogo, com fracas percentagens de lançamento, não sendo muito colectivos, a procurar as soluções individuais e claramente o ataque não foi devidamente trabalhado para efectuarmos pontos com a serenidade necessária, acabando por perder este parcial por 15-04.
O intervalo fez-nos bem e começando a jogar no campo todo, acabámos por tirar partido desse factor, pois o adversário sentiu algum desconforto e rapidamente passámos a dominar o jogo e o marcador. Nesta fase trabalhámos melhor os movimentos de ataque e procurámos os melhores momentos para lançarmos ao cesto, vencendo este período por 18-26.
No 4º período, o equilíbrio acabou por ser apenas nos primeiros minutos e com um parcial de 00-12 a nossa equipa aniquilou por completo o adversário. Com uma diferença de 15 pontos terminámos o jogo com a tranquilidade necessária.
Hoje soubemos sofrer e respondemos à altura de verdadeiros Campeões. Parabéns a todos pela atitude e empenhamento que demonstraram no decorrer do jogo.
Pelo Galitos canta, canta... Galo.
José Guerreiro
Parciais: 07-14; 15-04; 18-26; 13-22
Marcha: 07-14; 22-18; 40-44; 53-66

Galitos: Michael Duarte (18); Miguel Oliveira (10); Emanuel Silva; João Paulo; Pedro Seabra (6); Miguel Ferreira; Ricardo Perdigão; Bruno Fartura (10); Pedro Santos (17); João Padilha; Alexandre Oliveira e Gonçalo Catarino (5).


2ª Jornada: GICA 47 – Galitos/QUEROIMPRIMIR 59

Entrada forte dita vitória controlada…

No 2º jogo do inter-associações, realizado no dia 26 de Fevereiro, deslocámo-nos a Albergaria para defrontar o GICA pela 4ª vez esta época. O Gica é um velho conhecido, sabíamos os seus pontos fortes e a sua forma de defender.
Durante a semana preparámos bem o jogo e sabíamos o que fazer e a forma como jogar para levarmos de vencido este adversário. Para contrariar a defesa adversária tínhamos de estar bem fisicamente para podermos defender a todo o campo durante os 40 minutos.
Entrámos muito fortes e muito concentradas nas nossas tarefas e fizemos com alguma naturalidade um parcial de 13-0, que se revelou fundamental para o desenrolar do jogo. No fim do 1º período e início do 2º estivemos a dormir e levámos um parcial de 8-0, que equilibrou novamente a partida. Nesta fase a equipa esteve muito ansiosa, mas após um desconto de tempo voltámos a acertar as marcações e organizámos a nossa pressão e fizemos novamente um parcial de 13-0.
Com a consistência que ganhámos a defender conseguimos atacar melhor, escolhendo boas alturas para lançar e criando boas situações de lançamento. Fomos capazes de jogar 1x1 de forma ofensiva convertendo inúmeras situações de ponto e falta.
Na 2ª parte limitámo-nos a controlar o marcador e a gerir o esforço das nossas atletas com uma elevada rotação.
Foi um jogo difícil, a equipa do Gica está mais forte do que na fase anterior e isso foi notório ao longo do encontro. Foi o regresso esperado às vitórias, para a semana deslocamo-nos a Montemor para continuar a ganhar terreno no inter-associações.
O saldo é positivo, resta-nos continuar a trabalhar para que o futuro seja risonho.
Pelo galitos canta… canta!
Armando Mouro
Parciais: 08-13; 13-15; 09-16; 17-15
Marcha: 08-13; 21-28; 30-44; 47-59

Galitos: Renata Santos (20); Sara Torres (7); Tânia Vieira (2); Teresa Magalhães (11); Catarina Pinho (2); Barbara Cordeiro (11); Margarida Carvalho (4); Catarina Pereira (2); Rita Correia e Vanessa Marieiro.

7ª Jornada: Sanjoanense 53 – Galitos/DUNIK 32

Jogo trapalhão!
A 5ª jornada do Torneio Nacional levou-nos a SJ da Madeira para defrontar a forte equipa local. Esta época foi o nosso 4º jogo com a Sanjoanense e tínhamos, mais uma vez, o reforçado objectivo de nunca desistir quaisquer que fossem as circunstâncias e fazer uma transição controlada, inteligente e apoiada para o ataque.
Não foi um bom jogo de parte a parte, foi muito trapalhão, aos repelões sem grande fluência. Houve muitas más decisões, erros não provocados e excesso de perdas de bola de ambas as equipas.
Embora tenhamos conseguido sair controlados para o ataque, os nossos portadores da bola foram sempre sujeitos a grande pressão e, por isso, muito condicionados. Tivemos dificuldades em encontrar boas linhas de passe e o nosso ataque foi pouco agressivo e fluido, também por mérito do adversário.
Durante a 1ª parte, os jovens da Sanjoanense superiorizaram-se com algumas boas acções individuais e contra ataques, construíram uma vantagem clara que lhes possibilitou controlar o jogo e as nossas tentativas de reacção durante a 2ª parte. Valha a verdade que não desistimos, fomos mantendo as distâncias, tentando sempre reagir à maior velocidade de execução e estatura dos nossos oponentes.
Temos de executar mais rápido, aumentar os níveis de concentração e diminuir os tempos de reacção às incidências do jogo.
M.João Matias
Parciais: 13-6; 11-05; 15-15; 14-06
Marcha: 13-6; 24-11; 39-26; 53-32

Galitos: Tiago Bebiano, André Carvalho, Rui Pereira, Alexandre Pereira, Luís Patrício, João Lebre, Afonso Fonseca, Bernardo Matias, Henrique Rocha, António Matias e Rodrigo Leite.

Feliz Aniversário

A Secção de Basquetebol do Clube dos Galitos felicita o atleta Sub-16 Guilherme Gonçalves pelos seus 16 anos e deseja-lhe as maiores felicidades.

16ª Jornada: Guifões 74 – Galitos/AAUAv 80


Isto sim, é basquetebol!
A visita ao sempre difícil pavilhão do Guifões antecipava um jogo complicado que colocaria frente a frente 2 equipas que precisavam de vencer, embora a nossa posição fosse mais débil que a da equipa anfitriã e, por esse motivo, era natural sentirmos alguma pressão acrescida.
A equipa do Guifões tem o seu ponto forte na defesa muito agressiva que aproveita muito bem o poderio físico das suas jogadoras para limitar o jogo ofensivo das equipas adversárias; no ataque, assenta o seu jogo em fortes transições recorrendo à velocidade das suas jogadoras exteriores, no lançamento exterior e no poderio das suas jogadoras mais interiores. Trata-se, por estas razões, de uma equipa forte, equilibrada e com muitas soluções.
A equipa entrou no jogo algo nervosa e com dificuldade para ultrapassar a forte defesa do Guifões. Tirando partido do nosso nervosismo e das precipitações no ataque, a equipa da casa conseguiu concretizar alguns contra-ataques e acabar o período com clara vantagem em praticamente todos os aspectos do jogo.
No 2º período serenámos, corrigimos a transição para o ataque e quebrámos a barreira defensiva da equipa adversária. A eficaz gestão do ataque, alicerçada em boas leituras de jogo e selecção de lançamento, permitiu-nos retomar algum domínio e reequilibrar o resultado.
A 2ª parte caracterizou-se essencialmente pelo equilíbrio e pela grande intensidade de jogo, com o resultado a alternar sem deixar que nenhuma equipa se distanciasse no marcador. Até ao final dos 40 minutos o resultado manteve-se imprevisível e o jogo acabou mesmo por ir para o prolongamento.
No prolongamento fomos mais fortes. A boa rotação das jogadoras durante o jogo permitiu-nos chegar a esta fase com maior disponibilidade física que a equipa da casa. O triplo obtido no início do prolongamento motivou a equipa, mas a resposta do Guifões repôs a igualdade. Um parcial de 0-7 colocou-nos na frente por 7 pontos e deixou a equipa adversária nervosa e com necessidade de correr atrás do resultado. Uma boa gestão do jogo e uma forte defesa colectiva permitiram-nos chegar à vitória final.
Este é um daqueles jogos que vale a pena orientar. A qualidade apresentada pelas 2 equipas, o equilíbrio, a incerteza no resultado, a entrega com que todos disputaram este jogo e o ambiente do pavilhão faz deste encontro um bom exemplo de como devem ser os bons jogos de basquetebol.
A equipa está de parabéns pela forma como tem reagido às adversidades, pela excelente exibição e por procurar ultrapassar os obstáculos colectivamente.
Justifica-se claramente o título: isto sim, é basquetebol!
Hugo Fernandes
Parciais: 17-11; 16-23; 15-13; 17-18; 09-15
Marcha: 17-11; 33-34; 48-47; 65-65; 74-80

Galitos: Manuela Oliveira (2); Daniela Ramos (11); Inês Afonso (2); Sara Pinto; Rita Pires (2); Andreia Migueis (4); Diana Marques (4); Raquel Soares (17); Catarina Martins (15); Maria Cristo (9) e Sara Morais (14).

7ª Jornada: Galitos/Colégio D. José I 85 – Academia 63

Matiné de Sábado à tarde!

Sábado, 25 de Fevereiro, recebemos a equipa da Academia em mais uma jornada do inter-associações. Podemos dizer que quem se deslocou ao pavilhão do Galitos no sábado à tarde pode assistir a um jogo bem disputado e agradável de acompanhar, com alguns momentos interessantes. Procurámos aplicar alguns dos aspetos que temos vindo a treinar nos últimos meses, passe e corte, ataque ao cesto através do 1x1 e melhor seleção de lançamento.
O objetivo número um para este jogo era levar a bola para o ataque em passe com a cabeça levantada à procura da colega em melhor posição para atacar o cesto. No ataque já procurámos soluções coletivas, já temos um maior conhecimento do jogo e dos espaços no campo que por vezes conseguimos visualizar. Temos de continuar a trabalhar para crescermos enquanto jogadoras. Aproveitamos também para dar as boas vindas às novas jogadoras que se juntam agora ao grupo.
Aos pais que nos apoiaram o nosso obrigada!
Pelos Galitos canta, canta... GALO!
Sofia Pinho e Melo
Parciais: 29-11; 14-16; 25-18; 17-18
Marcha: 29-11; 43-27; 68-45; 85-63

Galitos: Mariana Gouveia; Joana Brandão; Joana Cura; Margarida Cura; Lara Lemos; Mariana Limas; Barbara Lameiro; Ana André; Mafalda Solá; Matilde Açafrão, Cristiana Rosa e Daniela Hernandez.

8º Encontro: Pequenos galos em palco de enormes dimensões

Os nossos grupos de sub-12 deslocaram-se este domingo de manhã a SJ da Madeira para disputar mais um encontro de minibasquete!
À nossa espera estava um pavilhão enorme onde juntamente com mais 3 clubes, distribuídos por 6 equipas (Galitos A e B, Sanjoanense Masculinos e Femininos, Vale Cambra e GRIB). Disputámos 3 jogos de maneira animada, com muita entrega e onde orgulhosamente mostrámos o que de bom se tem feito ao longo da semana, saídas rápidas para o ataque sem uso abusivo do drible, finalizações fáceis, empenho a defender o nosso adversário directo e lutar por cada bola como se fosse a última do jogo!
Os nossos MiniGalitos realizaram talvez dos melhores encontros desta época, mérito também dos nossos valiosos adversários!
No final ainda houve tempo para um animado concurso do “Alemão”, os nossos 4 representantes foram o João Costa, Gonçalo Aguiar, Íris Fartura e o Manuel Loureiro. Apesar de todos terem estado muito bem, destaque para o Gonçalo Aguiar que chegou à final não ganhando por falta de sorte!
Destaque também neste encontro para a estreia do Manuel Loureiro (Sub-10) e do Daniel Luzia!
Um muito obrigado a todos os pais presentes, pois é sempre bom sentir o vosso apoio na bancada!
Rui Labrincha e Nuno Cruz

MiniGalitos A: Íris Fartura, Joana Mendes, Martim Afonso, Manuel Loureiro, Alexandre Wilson, Pedro Robalo, Rafael Ratola, Guilherme Cardoso e Daniel Luzia. Treinador: Rui Labrincha

MiniGalitos B: João Costa, Nuno Silva, Beatriz Santos, Gonçalo Aguiar, Francisco Cordeiro, Miguel Silva, Pedro Nuno, Mariangela Petruzzi e Joana Pereira. Treinador: Nuno Cruz

2ªJornada: Oliveirense 68 - Galitos B / Hello Aveiro 23

Uns passos atrás…
Neste Domingo, visitámos a Oliveirense no seu pavilhão para a 2ª jornada da Taça Distrital, uma equipa muito nova mas com alguns bons valores individuais.
Da nossa parte, iríamos tentar colocar em prática novos conceitos e subir alguns degraus na nossa evolução.
Começámos muito fortes com 06-00, mas rapidamente fomos dominadas pelo adversário com parcial de 02-18, a incapacidade física foi notória quando o jogo acelerava e não tivemos argumentos técnicos ofensivos para contrariar a UDO, pois voltámos aos erros de início de época.
No 2º período, agravou-se ainda mais a nossa situação e pior ainda, a postura, com parcial de 02-16. Ir para intervalo com 24 pontos de desvantagem foi o preço pago por não sabermos estar em campo e pela passividade demonstrada.
No reinício, até iniciámos com outra atitude, mas novo parcial de 00-10 dilatou a diferença para 37 pontos.
No 4º período, conseguimos mesmo assim, dar outra imagem, em especial na defesa e na luta pelas bolas perdidas e o empenho já esteve mais presente nas nossas cabeças.
A todas as presentes no jogo, serviu o alerta de que não basta “ir” aos treinos, não chega cada uma pensar que poderia ser melhor e merecia mais, terão que demonstrar todos os dias e aproveitar ao máximo todos os momentos para poderem crescer.
Obrigado aos pais pelo apoio.
Pelos Galitos… canta…canta…GALO
Hélder Silva
Parciais: 18-08; 18-04; 18-05; 14-06
Marcha: 18-08; 36-12; 54-17; 68-23

Galitos: Maria Morais; Beatriz Sousa; Jéssica Santos (4); Maria Loura; Rafaela Guedes (2); Bárbara Vitória (8); Maria Folque (3); Sofia Garrucho (2) e Diana Araújo (4).

Final: Galitos/INDASA 76 – Illiabum 64

Vitória Tranquila
Na final defrontámos o nosso vizinho Illiabum, em sua casa onde é sempre difícil vencer, no entanto estivemos empenhados e concentrados para levar de vencido mais uma vez o nosso adversário.
Entrámos um pouco displicentes no momento do ultimo passe, 5 turnovers nos primeiros ataques, talvez demasiados confiantes o que resultou numa entrada desastrada 00-06. Mais coletivos e com uma melhor seleção de lançamentos passámos a comandar acabando por cima nos instantes finais do 1º período (19-10).
No 2º período o equilíbrio foi a nota dominante, grande empenho de ambas as equipas a resultar num jogo algumas vezes mal jogado, pois era tanta a vontade de vencer que nem tudo saía bem, mas com muito empenhamento acabamos por vencer por 19-16 este período.
No 3º período o nosso adversário conseguiu manter-se no jogo devido a alta percentagem no lançamento exterior, marcando 5 triplos consecutivos, não nos deixando fugir e conseguindo manter-se com uma diferença de 14 pontos. Nós fomos eficazes perto do cesto e fizemos o melhor período em termos ofensivos.
No 4º período o jogo foi novamente um pouco monótono e por vez mal jogado por ambas as equipas, erros ofensivos a sucederem-se, por excesso de vontade de ganhar. Acabámos por ser mais maduros e serenos e nunca deixámos o nosso adversário chegar a por em causa a nossa vitória no torneio mais importante da nossa época desportiva. Mais uma vitória dedicada ao nosso Rodrigo Penicheiro.
Parabéns a todos pelo empenho e desempenho.
Pelo Galitos canta, canta... Galo.
José Guerreiro
Parciais: 19-10; 19-16; 24-22; 14-16
Marcha: 19-10; 38-26; 62-48; 76-64

Galitos: Michael Duarte (20); Bolon Sauané (1); Miguel Oliveira (11); Emanuel Silva (4); João Paulo (8); Pedro Seabra (10); Miguel Ferreira (4); Ricardo Perdigão; Bruno Fartura (9); Pedro Santos (3); João Padilha (2) e Alexandre Oliveira (4).

7ª Jornada: Galitos/SENDA 4 – Esgueira 4




Muito equilíbrio dá empate…
No domingo, 26 de Fevereiro, regressámos à competição depois de 3 semanas sem jogar. Recebemos a equipa do Esgueira para o 6 jogo desta fase. Queríamos dar seguimento à vitória alcançada na última partida.
Estávamos preparados para um jogo difícil, como no último confronto entre ambas as equipas. O jogo foi sempre pautado pelo equilíbrio, sempre em parada e resposta. O Esgueira é uma equipa mais velha e mais experiente e criou-nos bastantes dificuldades durante toda a partida.
Enquanto fomos colectivos e agressivos a defender conseguimos criar boas situações de contra-ataque e conseguimos causar muitas dificuldades ao adversário.
Na 2ª parte fomos mais consistentes do que na 1ª e fomos capazes de parar os pontos fortes do adversário com uma defesa agressiva. Fizemos jogadas muito bonitas com contra-ataques sem driblar e finalizando em situações de 1x0.
Foi um bom jogo da nossa parte, mas ainda não adquirimos os comportamentos defensivos que pretendemos, muitas vezes andamos atrás dos adversários sem sentido e sempre a tentar roubar a bola o que causa desequilíbrios defensivos.
Fomos evoluindo ao longo do jogo e acabámos o último período a jogar muito bem, foi a nossa melhor fase neste jogo.
Agradecer ao Tó Benjamin que mais uma vez nos acompanhou, é sempre importante ter pessoas mais experientes connosco para podermos evoluir. Também, aos pais presentes deixar um obrigado pelo apoio prestado.
Para finalizar deixar um abraço ao nosso aniversariante, Vasco Silva.
Luís Oliveira
Parciais: 06-06; 02-06; 09-14; 07-07; 09-07;12-02
Marcha: 01-01; 01-02; 01-03; 02-04; 03-04; 04-04

Galitos: João Diogo; Diogo Pinto; Pedro Silva; Martim Jesus; Vasco Silva; Leonardo Maio; Pedro Catarino; Dinis Mota; José Balseiro; Rui Jorge; Simão Verde; João Nascimento e Jorge Ferreira.


3ª Ação da Formação Itinerante

Realiza-se hoje às 21h em Ovar no Pavilhão Raimundo Rodrigues a 3ª Ação da Formação Itinerante promovida pela ABA.

Nesta Ação vão intervir Mário Leite, treinador da equipa da Ovarense que compete na Liga Portuguesa e Luís Magalhães que é parceiro da ABA nesta iniciativa.

4ª Jornada: Galitos/Hello Aveiro 59 – Académica 53


1ª Vitória no Nacional valorizada pela atitude da Briosa
Neste Domingo, recebemos a visita da Académica no nosso pavilhão, equipa campeã de Coimbra e que tal como nós contava por derrotas os jogos realizados. Em fim-de-semana de jornada dupla, teríamos de esquecer o cansaço e inverter a tendência do nosso desempenho e lutar muito para conquistar a primeira vitória no Nacional.
O 1º período começou com ascendente nosso até aos 10-04, fruto duma boa intensidade defensiva e com boas leituras no ataque organizado, seleccionando bem os lançamentos, no entanto a AAC respondeu com 02-08 com 6 lances livres (7 faltas nos últimos 5 minutos), terminando o período com uma igualdade.
No 2º período, a AAC esteve sempre por cima, mas nunca passando dos 4 pontos de distância, respondemos sempre com movimentos de penetração eficazes, contrastando com outros de muita ineficácia de lançamentos fáceis, e só um triplo nosso a poucos segundos do final, a responder outro da AAC, evitou ir para intervalo em desvantagem, após um bom final nosso com 07-03.
No reinício, com alterações na nossa forma de defender, mais agressivas e rápidas nas transições, não desperdiçando situações de vantagem e com um parcial de 15-05, atingimos uma vantagem que nos permitiria obter o controlo emocional e físico do jogo.
No último período, entrando com 8 pontos de vantagem do período anterior, mantivemos a nossa postura e com um parcial de 13-07, atingimos a diferença máxima no jogo com 14 pontos de vantagem com pouco mais de 4 minutos para jogar.
Era chegada a hora de controlar o jogo e refrescar a equipa, no entanto a AAC com uma atitude “briosa”, de nunca desistir e com 2 triplos quase consecutivos e parcial final de 04-12, levou a diferença para números insuficientes face ao nosso domínio, mas justos pela forma como a AAC lutou pelo melhor resultado possível.
Triunfo justo das nossas miúdas, no regresso às vitórias, com um desempenho muito bom e adequado cada vez mais a este tipo de confrontos no Nacional.
Parabéns à AAC, Cristina e suas miúdas, pela forma como valorizou a nossa vitória.
Após este jogo, temos uma semana para preparar o próximo, com empenho nos treinos, trabalhando para o maior objectivo da equipa: sermos cada vez mais competitivas e competentes no jogo que teremos a seguir.
Parabéns a todas pela atitude demonstrada neste fim-de-semana de jornada dupla.
Segue-se no próximo sábado, 03.Março, mais uma deslocação difícil à Maia, para defrontar o Maia Basket para a 5ª jornada. 
Pelos Galitos… canta…canta…GALO
Hélder Silva
Parciais: 12-12; 13-13; 17-09; 17-19
Marcha: 12-12; 25-25; 42-34; 59-53

Galitos: Bruna Pires (8); Mariana Oliveira (17); Deborah Viaud (2); Jéssica Santos; Alexandra Rosa (4); Adriana Ramos (12); Inês Araújo (2); Angélica Mendes (2); Rafaela Reis (12); Joana Cura e Francisca Lourenço.


Seniores Masculinos perdem com Brandoense
Sub-18 Masculinos A vencem Gumirães
Sub-19 Femininos derrotam GICA

Os Seniores Masculinos averbaram hoje a sua 1ª derrota na CNB2 ao perderem em casa com o Brandoense, 2º classificado por 94-100. Num jogo onde os ataques se superiorizaram às defesas como o resultado deixa transparecer o equilíbrio foi uma constante (50-51 ao intervalo) apesar do Brandoense ter estado na liderança do marcador na maior parte do tempo acabando por vencer.
Apesar da derrota o Galitos/WEBER mantém-se isolado no topo da classificação.

Os Sub-18 Masculinos A venceram o Gumirães sem grande dificuldade por 107-59. Depois da vitória da véspera em Sangalhos o Galitos obteve mais um resultado positivo no Campeonato Nacional. Este jogo teve um grau de dificuldade bem diferentes dos anteriores ficando resolvido logo na 1ª metade.

No 2º jogo do fim de semana os Sub-14 Masculinos B derrotaram o Brandoense por 56-47. Depois da derrota da véspera a equipa deu uma boa resposta vencendo a equipa de Paços de Brandão.

As Sub-16 Femininos B foram a Oliveira de Azeméis perder por 68-23. Depois da vitória na 1ª jornada desta Taça Distrital as jovens da equipa B não conseguiram ultrapassar a equipa A da Oliveirense acabando por perder por margem dilatada.

Os Sub-18 Masculinos B também jogaram em Oliveira de Azeméis mas neste caso venceram a equipa A da Oliveirense por 38-41 num pobre como o próprio resultado ilustra.

As Sub-19 Femininos foram a Albergaria, casa emprestada do GICA vencer por 47-59. Depois da derrota na 1ª jornada do Inter-Associações a equipa obteve uma boa vitória fora.

3ª Jornada: CPN 68 – Galitos/Hello Aveiro 37



Amedrontamento inicial dita derrota clara, com uma boa 2ª parte
Neste Sábado, deslocámo-nos a Ermesinde, visitando a forte equipa do CPN, composta pela base da selecção do Porto e com jogadoras campeãs do Porto em Sub-16 e Sub-19 e por isso sabíamos que era uma tarefa enorme que tínhamos pela frente, mas cientes que só jogando com estas equipas poderemos evoluir ainda mais.
O 1º período até nem começou mal com 02-04 nos primeiros 3 minutos, mas fruto da zona-press campo inteiro contrária, da nossa incapacidade de transformar boas transições em cestos fáceis e muito nervosismo e respeito em demasia, sofremos 2 parciais de 00-10 e 01-12 que sentenciou o jogo logo de início, com uma diferença de 23 pontos.
No 2º período entrámos da mesma forma e não fomos capazes de melhorar ofensivamente, sofrendo cestos fáceis e um parcial de 03-12. Com o resultado em 06-38 a meio do 2º período começámos a jogar desinibidas e a acreditar que poderíamos equilibrar mais o jogo e até ao final com 07-09, as coisas começaram a sair.
No reinício, alterando a nossa forma de defender, com muita atitude e espírito de luta, lutando por todas as bolas e sem olhar para o resultado, equilibrámos até ao meio do período com 08-08 e terminámos em alta com um parcial de 10-03. Muito objectivas, com eficácia da linha de lance livre (6/8) e lendo bem o jogo conseguimos contrariar a zona 2x3 contrária. Vencendo o período por 7 pontos, conseguimos amenizar a diferença que se registava ao intervalo.
No último período, entrámos novamente bem, conseguindo estar a vencer o mesmo até 3 minutos do final com 06-05, aí com algumas faltas consecutivas e com o CPN a não falhar da linha lance livre, voltou a diferença para os 30 pontos, mas deixando uma imagem diferente da inicial, sendo de destacar que durante cerca de 13 minutos só sofremos um triplo e um cesto de campo.
Vitória inequívoca da equipa com mais argumentos técnicos, físicos e tácticos, mas temos de dar os parabéns pela excelente 2ª parte, pese embora o natural relaxamento do adversário. Foi uma excelente experiência para as nossas miúdas e um privilégio poder jogar contra algumas das melhores atletas nacionais da sua idade.
Queremos deixar uma palavra de apreço para o excelente ambiente no pavilhão e o quanto foi salutar a forma como fomos recebidos em Ermesinde, desde as atletas do CPN, staff técnico e restantes intervenientes. Obrigado.
Segue-se amanhã, Domingo, no nosso pavilhão a recepção à Académica de Coimbra para a 4ª jornada e 2º jogo desta jornada dupla.
Pelos Galitos… canta…canta…GALO
Hélder Silva
Parciais: 26-03; 21-10; 11-18; 10-06
Marcha: 26-03; 47-13; 58-31; 68-37

Galitos: Bruna Pires (8); Mariana Oliveira (7); Deborah Viaud (1); Bárbara Vitória; Alexandra Rosa (3); Adriana Ramos (1); Maria Morais; Inês Araújo (10); Angélica Mendes (1); Rafaela Reis (6); Francisca Lourenço e Maria Folque.


Sub-16 Femininos A vencem Académica
Sub-14 Masculinos A perdem em SJ da Madeira

No 1º jogo do fim de semana as Sub-16 Femininos A derrotaram a Académica de Coimbra por 59-53 e desta forma obtiveram a 1ª vitória no Campeonato Nacional. O jogo foi equilibrado durante toda a 1ª parte chegando ao intervalo com um empate a 25 pontos. Na 2ª parte o Galitos ganhou uma pequena vantagem que foi gerindo acabando por vencer bem.

Os Sub-14 Masculinos A foram a S. J. da Madeira perder por 53-32 frente ao líder do grupo na 7ª jornada do Torneio Nacional. O jogo foi mais equilibrado que em outros confrontos com a equipa da Sanjoanense a só fugir no marcador já na 2ª parte.

As Sub-13 Femininos foram ao Colégio de Calvão vencer por 0-6. Depois de 2 derrotas frente a este adversário as jovens Galináceas obtiveram uma boa vitória, a 2ª consecutiva.

Os Sub-13 Masculinos empataram em casa frente ao Esgueira 4-4 repetindo o resultado do jogo da 1ª volta realizado com este adversário fora.

O MiniGalitos esteve presente em mais 2 encontros. Os Sub-12 deslocaram-se a S. J. da Madeira com 2 equipas e cerca de 20 atletas e os Sub-8 jogaram na Gafanha também com 2 equipas.

1ª Jornada: Galitos/Fisiomanual 53 – Beira Mar 44

Mão fria em dia não…
Iniciámos neste jogo a nossa participação na denominada Taça Distrital após uma paragem de algumas semanas. Mais uma vez se veio a provar que as paragens não têm sido benéficas para nós e temos sempre dificuldades em apanhar novamente o comboio.
Estivemos apáticos e completamente desastrados na hora de lançar ao cesto. Tardámos a entrar em jogo, não defendemos bem, mas é verdade que atacámos bem pior.
No 1º período quisemos a maior parte das vezes resolver sozinhos, no 2º fizemos exactamente o oposto, com situações de cesto fácil passávamos a bola. Muita falta de confiança sem explicação. Tivemos neste jogo as piores percentagens da época; Lançamento 3 pontos (3-20) = 15%, Lançamento médio (1-10) = 10%, Lançamento curto (18-36) = 50% ?!?, Lançamento livre (4-13) = 31% ?!?, efectivamente mau e completamente fora do normal ter de lançar 2 vezes debaixo do cesto ou na passada sem oposição para marcar uma, já para não falar dos lances livres.
Apesar de várias tentativas, tanto dos atletas, com em termos tacticos, nunca conseguimos passar para a frente no marcador na 1ª parte, perdendo mesmo os dois períodos 11-14 e 11-12, chegando ao intervalo a perder 22-26.
No 3º período melhorámos qualquer coisa mas, mesmo assim sem consistência e confiança continuámos a alternar algumas coisas boas com muitos erros infantis principalmente no passe, nos lançamentos fáceis e permitindo alguns ressaltos ofensivos.
Entrámos no último quarto a perder por 36-37 e sem fazer nada de muito extraordinário, apenas a jogar o nosso basquete, a assumirmos mais o jogo e a melhorarmos a união e coesão do grupo ganhámos este período por 10 pontos chegando ao final do encontro com a maior diferença alcançada ao longo de todo o encontro 53-44. O que fizemos neste quarto teria sido o normal e caso o tivéssemos feito nos 3 anteriores teríamos conseguido uma vitória ao nível da última que tínhamos obtido contra esta mesma equipa.
Atirar a bola ao cesto não é treinar lançamento, este é dos movimentos que mais treino, repetição e concentração requer no basquetebol para que se consigam atingir bons resultados. Só vamos conseguir melhorar as nossas percentagens quando percebermos, interiorizarmos e perseguirmos este objectivo, treinando o lançamento no treino com situações similares às de jogo e com vontade e confiança de melhorar.
De referir ainda a estreia neste jogo do Ricardo Perdigão, do Miguel Ferreira e do João Azóia da equipa A, que vieram ajudar-nos a sermos melhores e a melhorarem connosco. Todos os que estiverem e vierem com o mesmo espírito serão sempre bem vindos e bem recebidos
Obrigado a todos, nem sempre as coisas correm como queremos, contudo, aprendamos com os nossos erros e voltemos com vontade de melhorar e de retificar durante a semana o que esteve menos bem.
Marcelo Azevedo / João Madureira
Parciais: 11-14; 11-12; 14-11; 17-07
Marcha: 11-14; 22-26; 36-37; 53-44

Galitos: Hugo Verde (13), Tomás Tavares, Emanuel Silva (7), Pedro Marçal, Bernardo Fernandes (8), Francisco Cacho (2), Miguel Sousa, Ricardo Perdigão (12), João Azóia, Francisco Mata, Miguel Ferreira (11) e João Sérgio.

Feliz Aniversário

A Secção de Basquetebol do Clube dos Galitos felicita o atleta Sub-12 e Sub-13 do MiniGalitos Vasco Silva pelos seus 11 anos e deseja-lhe as maiores felicidades.

Seniores Femininos vencem em Guifões
Sub-18 Masculinos A vencem em Sangalhos
Sub-16 Masculinos A derrotam CB Leiria
Sub-14 Femininos derrotam Academia

As Seniores Femininos foram a Guifões vencer por 74-80 após prolongamento na 19ª jornada do Campeonato Nacional da 2ª Divisão. Depois de um empate a 65 pontos no tempo regulamentar as Galináceas foram mais fortes na etapa complementar acabando por vencer um adversário com o qual tinham perdido em casa por 9 pontos de diferença.

Os Sub-18 Masculinos A foram ao sempre difícil campo do Sangalhos vencer por 53-66 a equipa que discutiu connosco o titulo distrital, em mais uma jornada do Campeonato Nacional. O jogo foi mais equilibrado do que o resultado deixa transparecer com o marcador a estar muito encostado durante os 3 primeiros períodos. O Galitos apenas conseguiu fugir no último parcial. Amanhã novo jogo com a recepção ao Gumirães às 18h30.

Os Sub-16 Masculinos A entraram a vencer no Torneio Inter-Associações derrotando o CB Leiria por uns claros 77-43 fruto de uma defesa muito agressiva a campo inteiro. Com uma grande dinâmica os Galináceos começaram cedo a construir um resultado dilatado que foram aumento ao longo do encontro uma vez que nunca baixaram a intensidade.

Em fim de semana de jornada dupla os Sub-14 Masculinos B iniciaram a sua participação na 2ª fase da Taça Distrital perdendo em casa com o Gafanha por 43-72. Uma entrada apática permitiu ao adversário ganhar logo uma vantagem confortável que foi depois aumentando ao longo do encontro apesar dos Galináceos nunca terem baixado os braços procurando contrariar a supremacia física do Gafanha. Amanhã novo jogo em casa com a recepção ao Brandoense às 14h30.

As Sub-16 Femininos A foram ao Porto perder com a forte equipa do CPN por 68-37 no 1º jogo da jornada dupla. A equipa do CPN ganhou uma vantagem confortável na 1ª parte mas as Galináceas não desistiram e na 2ª parte conseguiram equilibrar e vencer mesmo os segundos 20 minutos. Amanhã joga-se a 4ª jornada do Campeonato Nacional com o Galitos a receber a Académica às 11h15.

As Sub-14 Femininos venceram a Academia de Coimbra por 85-63 na 7ª jornada do torneio Inter-Associações. O Galitos entrou muito bem ganhando uma vantagem inicial que foi ampliando num jogo agradável de seguir com muitos pontos convertidos por ambas as equipas para um jogo deste escalão.

Mês de Janeiro 2012 – Sub-18 Masculinos B

Destaque Mensal de participação nas actividades da Equipa

No 5º mês da temporada, destaque para os atletas, Bernardo Alexandre Fernandes, e João André Tavares, que participaram em 100% das actividades do mês, para mais 3 atletas que participaram em 92% e outros 3 que participaram em 85%. 

3ª Jornada: Galitos/INDASA 73 – Salesianos 56


Demasiado perdulários!
Esta 4ª feira, 2 dias depois da última jornada, jogou-se mais um encontro da Taça Nacional. Desta feita voltámos a defrontar a equipa do Salesianos, equipa com quem já tínhamos jogado na 1ª fase do Nacional e onde tivemos 2 jogos distintos. Em casa tínhamos demonstrado uma superioridade clara vencendo por 50 pontos e no Porto o jogo tornou-se mais difícil, pois apesar de desfalcados também não fizemos um bom jogo e apenas vencemos por 6 pontos, por isso era com alguma expectativa que se aguardava esta partida.
Iniciamos de uma forma muito seria e fomos muito competentes na forma como parámos a equipa dos salesianos, pressionando forte o seu “motor”, o base da equipa, fruto disto apenas sofremos 7 pontos. Imprimindo um forte ritmo jogámos sempre em contra ataque e ataques rápidos e apesar de marcarmos 27 pontos neste período, falhámos demasiados cestos fáceis, muito fáceis!
O início do 2º período foi marcante para o restante jogo, a aparente facilidade tornou-se inimiga e baixámos claramente os níveis de concentração.
A equipa do Salesianos, como é habitual nas equipas do Porto, não baixou os braços e iniciou uma pressão, que aparentemente seria facilmente ultrapassada e uma zona 2x3 sem muita pressão. O que pareciam obstáculos facilmente ultrapassáveis deixou-nos completamente baralhados.
Se já estávamos a falhar cestos fáceis nesta fase piorou, pois com estas alterações do adversário e com o baixar da nossa concentração a eficácia diminuiu drasticamente. Nesta fase fizemos turnovers inacreditáveis...
Defensivamente começámos a deixar de ser agressivos (também condicionados pelos muitos contactos que nos foram assinalados) e perdemos o domínio dos ressaltos que detínhamos até então.
Ao intervalo 11 pontos recolocava o adversário na corrida da vitória.
Na 2ª parte até tentámos dar a volta ao rumo dos acontecimentos, mas com um Salesianos mais agressivo e motivado foi nos causando mais dificuldades defensivas e ofensivas o que tornou um jogo muito equilibrado, mas nem sempre bem jogado.
Terminámos com uma vitória justa por 17 pontos contra um adversário sempre complicado, mas continuamos aquém do que podemos fazer pois nem sempre mantemos os níveis de concentração e empenhamento exigíveis para uma equipa com este nível de qualidade.
Resta-nos continuar a aprender com os erros e trabalharmos por forma a optimizar as nossas exibições. Estamos no bom caminho mas ainda longe do fim…
Ricardo Brito
Parciais: 27-07; 14-18; 16-13; 21-18
Marcha: 27-07; 36-25; 52-38; 73-56

Galitos: Pedro Lourenço (12), Matthew Moreira (4), João Clemencio (1), Francisco Gonzalez, Simão Ratola, Elio Maia (9), Michael Duarte (10), Luís Sousa (2), João Padilha (9), Helder Gomes(2), João Limas (7) e João Silva (17).



Feliz Aniversário


A Secção de Basquetebol do Clube dos Galitos felicita a atleta Sub-14 Mafalda Sola pelos seus 13 anos e deseja-lhe as maiores felicidades.

Final: Galitos/DUNIK 36 – CB Tormes 88

Contra a força e a técnica!
O Clube de Tormes apresentou um grupo evoluído, com quatro jovens de elevada estatura e envergadura e outros, embora mais baixos (mas não tanto!), com uma capacidade de aceleração, técnica, leitura e entrega ao jogo enormes. Jogaram hxh todo o campo, zona-pressionante e nunca desaceleraram. Foi pena tão pouco público para estes jovens.
Nós, lutámos e lutámos, defendemos hxh todo o campo e tentámos correr sempre. Só desistimos a espaços e então levámos um elevado parcial. Mas acabámos o jogo bem, sempre a correr, 8 dos nossos jogadores marcaram pontos e jogámos todos na 2ª parte!
M.João Matias
Parciais: 11-23; 08-21; 05-28; 12-16
Marcha: 11-13; 19-44; 24-72; 36-88

Galitos: Tiago Bebiano, Vasco Bugalho, André Carvalho, Rui Pereira, Alexandre Pereira, Luís Patrício, João Lebre, Afonso Fonseca, Henrique Rocha, Bernardo Matias, António Matias e Rodrigo Leite.

Galitos vence AAUAv


Depois do fim de semana de folga do carvanal e em semana com 2 jogos o Galitos/WEBER manteve a invencibilidade ao derrotar a equipa da AAUAv por 85-78 no jogo em atraso da 13ª jornada da CNB2.
O Galitos controlou sempre o marcador apesar de nunca ter conseguido vantagens confortáveis acabando por ganhar naturalmente.
Com o apuramento para a 2ª fase garantido os Galináceos disputam no próximo domingo novo jogo, desta vez frente ao 2º classificado, o Brandoense, quando estamos a apenas 4 jogos para o fim desta 1ª fase.

Resumo da 1ª Fase da Taça Distrital


Na 1ª Fase da Taça Distrital, realizámos 6 jogos todos eles de grau elevado e de muita exigência física.
Jogámos com o BCO (Basquete Clube de Ovar), clube satélite da Ovarense, uma espécie de equipa B e que estava determinada a chegar ao Grupo do Nacional, meta essa que estava bastante longe do nível e dos objetivos da nossa equipa. Com o Illiabum e com a equipa C da Ovarense, a equipa mais acessível.
Só conseguimos vencer a Ovarense C nos 2 jogos e o Illiabum em casa. Os jogos com o BCO foram bastante desequilibrados face aos maiores argumentos do adversário.
Esta fase teve a duração de sensivelmente um mês e decorreu entre 8 de Janeiro e 12 de Fevereiro.
Participaram nestes 6 jogos 16 atletas, 2 de 1998, 13 de 1999 e 1 nascido no ano de 2000.
Paulo Sá


II Torneio Rodrigo Penicheiro

1ª Jornada: Galitos/INDASA 76 – Esgueira 50
 

Garantir acesso na Final

No 1º jogo do torneio defrontámos o nosso vizinho Esgueira, aproveitando a oportunidade para podermos integrar mais alguns jogadores no grupo, fazendo alinhar 2 atletas que tem vindo a jogar na equipa B, Alexandre e Emanuel, e ao mesmo tempo fazendo descansar outros que tem vindo a ser sujeitos a um maior desgaste físico pelo envolvimento em três frentes.
O jogo começou com equilíbrio devido à nossa passividade defensiva. O Esgueira marcou quase metade dos pontos do encontro neste período e esse foi o motivo do equilíbrio inicial neste 1º período (27-21).
No 2º parcial fomos muito fortes e agressivos em termos defensivos, mas ofensivamente a precipitação de algumas decisões fez com que os turnovers traíssem a nossa eficácia acabando por vencer apenas por 17-09.
O início da 2ª parte foi claramente o nosso momento menos conseguido, muitos cestos falhados e muitos erros ofensivos. A precipitação no ataque não nos permitiu fazer as melhores opções ofensivas, nem a sermos colectivos, acabando mesmo por perder este 3º período.
No 4º e último período fomos fortes demais para o nosso adversário, mais colectivos, rápidas transições defesa-ataque e unidos defensivamente, colocamos muitas dificuldade ao Esgueira que apenas fez 2 triplos neste ultimo quarto, e a nossa equipa com melhor selecção de lançamento e mais eficácia ofensiva acabamos por vencer o período por 19-06, terminando de vez com qualquer duvida no resultado.
Parabéns a todos pelo vosso empenho e desempenho.
Pelo Galitos canta, canta... Galo.
José Guerreiro
Parciais: 27-21; 17-09; 13-14; 19-06
Marcha: 27-21; 44-30; 57-44; 76-50

Galitos: João Carlos (4); Bolon Sauané (11); Miguel Carvalho; Emanuel; João Paulo (6); Pedro Seabra (8); Miguel Ferreira (5); Ricardo Perdigão (6); Bruno Fartura (6); Pedro Santos (20); João Azoia (10) e Alexandre Oliveira.

Meia final: Galitos/DUNIK 120 – CB Bayona 33

Sem oposição!
A jovem equipa do Clube Bayona deslocou-se até nós sem alguns jogadores e trouxe um grupo de jovens nascidos em 1998, 1999 e 2000. Pese embora a sua vontade e empenho, correram o tempo todo, não lhes foi possível resistir por muito tempo ao nosso superior andamento. Construímos um resultado largo, que pouco importa, jogámos todos e todos marcámos pontos, dividimos o nosso grupo em duas equipas de seis, e respeitámos sempre o nosso adversário.

M.João Matias
Parciais: 30-13; 26-07; 34-11; 30-02
Marcha: 30-13; 56-20; 90-31; 120-33

Galitos: Tiago Bebiano, Vasco Bugalho, André Carvalho, Rui Pereira, Vasco Peralta, Alexandre Pereira, Luís Patrício, João Lebre, Afonso Fonseca, Henrique Rocha, Bernardo Matias e Rodrigo Leite.

II Torneio de Carnaval - Prof Angelo Cristiano - Bolacesto


Um domingo diferente…
No domingo de carnaval deslocámo-nos à Vila D’Este para o torneio do Bolacesto. O torneio contava com inúmeras equipas da zona do Porto e nós éramos os “estrangeiros”.
Apresentámo-nos com uma equipa de minigalináceos composta por 12 atletas.
Aproveitámos a paragem de carnaval para participar num torneio diferente, numa realidade diferente e num ambiente diferente ao que estamos habituados. Como era um dia de festa decidimos ir almoçar ao Porto para um convívio antes dos jogos. Organizamos as tropas e fomos almoçar ao GaiaShopping, animando o centro comercial com a nossa boa disposição.
Depois de passear e ter a barriga cheia chegou a hora de ir jogar e então fomos para o pavilhão municipal de Vila D’Este onde efetuámos 3 jogos, defrontando a equipa do Bolacesto A e B e a equipa do Salesianos.
Nos 3 jogos que realizámos conseguimos aquecer as bancadas com jogadas dinâmicas, bons momentos de coletivismo e muita alegria. De início tivemos algumas dificuldades devido às pequenas dimensões do campo e à grande agressividade dos adversários. Mas depressa corrigimos a nossa atitude e partimos para grandes exibições.
Temos de melhorar mais a capacidade de concentração a defender, ir atrás do nosso adversário vá ele para onde for. Apenas com garra podemos disputar todas as posses de bola.
Foi um dia intenso, cheio de actividade e muita diversão à mistura. Realçar o excelente comportamento dos nossos atletas, sempre exemplares nas suas atitudes. Agradecer aos nossos pais Galináceos pelo total apoio que prestaram, sempre com os nossos atletas. Sem eles este dia não tinha sido possível. Obrigado!
Um obrigado, também, à Barbara que nos acompanhou neste dia, sempre a ajudar e a incentivar os nossos jovens. Obrigado pela ajuda, senão não tinha havido sandes...
Para terminar só deixar uma pergunta: “Porque é que todos os minigalitos (excepto o Leo) comeram Mcdonalds?”…como era dia de festa passou mas para a próxima a ementa vai ser mais controlada!
Um obrigado ao Bolacesto pelo convite e por terem sido uns óptimos anfitriões, esperamos sempre o vosso convite.
Luís Oliveira

MiniGalitos: Leonardo Maio, João Costa, João Nascimento, Vasco Silva, Miguel Silva, Pedro Silva, Jorge Ferreira, Tiago Sá, Martim Jesus, Diogo Pinto, Zé Balseiro e Dinis Mota. Treinadores: Luís Oliveira





;;
Galitos Basquetebol - Original Posting Rounders 3 Column | Design: Douglas Bowman | Modification: Ricardo Brito/João Cura