P A T R O C I N A D O R E S

2º Encontro: Primeiro Encontro de sub-8 organizado pelo Galitos


Domingo, dia 30 de Outubro de 2011, pela manhã e com muitos pais com as horas trocadas devido à mudança de hora, realizou-se mais um Encontro de Minis Sub-8 no pavilhão do Galitos. Estiveram presentes 6 Clubes, o Galitos que conseguiu formar 3 equipas, o Esgueira, Illiabum, GICA, ENESSE e Atómicos, num total de 8 equipas com cada uma a realizar três jogos.
O MiniGalitos contou com a presença de 17 atletas, o que permitiu a construção de 3 equipas. Assim sendo, cada jogador teve uma prestação muito ativa durante o Encontro.
A equipa do MiniGalitos A realizou o seu 1º jogo com o Esgueira, o Galitos B com o GICA, e o Galitos C com o ENESSE. Na 2ª jornada o Galitos A defrontou os Atómicos, o Galitos B o Illiabum e o Galitos C o Gica. Na 3ª jornada o Galitos A jogou com o ENESSE, o Galitos B com o Esgueira e o Galitos C com o Illiabum.
A participação em massa dos MiniGalitos permitiu que os nossos jogadores estivessem muito envolvidos nos jogos. Cada jogador participou em média em 2 períodos por jogo, o que faz um total de 6 períodos no Encontro.
As nossas equipas tiveram uma excelente prestação, de salientar a presença de alguns atletas do babybasket que pela 1ª vez participaram num Encontro e se depararam com uma situação real de jogo.
Alguns aspetos terão de ser melhorados, a progressão em drible, o passe e as regras básicas para este escalão. Este trabalho será realizado de forma progressiva atendendo sempre às características individuais dos nossos atletas, não perdendo de vista um objetivo fundamental que é a sua diversão através do minibasquete. Este objetivo parece-nos que está a ser cumprido.
Casa cheia no pavilhão do Galitos, parabéns a todos os nossos Sub-8, às equipas participantes, aos pais dos atletas e a todo o público presente.
Bruno Santos

MiniGalitos A: Tiago Oliveira, Henrique Marcelino, Francisco Castro, João Filipe, Francisco Coelho e João Roldão.

MiniGalitos B: Diogo Sá, Alexandre Andrade, Miguel Cabral, Tiago Pires e Henrique Rosado.

MiniGalitos C: Pedro Marcelino, Guilherme Reis, Bernardo Tróia, Rodrigo, Tomé, Gonçalo Romão.






Atletas Galináceas nos Sub-16 Femininos

O Galitos vai estar representado por 5 atletas no 1º treino de observação da Seleção Distrital de Sub-16 Femininos que se realiza no feriado do dia 1 de Novembro (Terça-feira).

O treino realiza-se no Pavilhão do Galitos das 9h às 11h.

Atletas Galináceas que vão participar: Alexandra Rosa, Bruna Pires, Inês Araújo, Mariana Morais e Mariana Oliveira.




"As crianças têm mais necessidade de modelos do que de críticas."


Joseph Joubert


Galitos participa em 3 encontros
em simultâneo


Em fim de semana de paragem competitiva os encontros de Minibasquete prosseguiram com o MiniGalitos a organizar 0 3º encontro da temporada.


Depois de organizar um encontro de Sub-12 no dia 16 de Outubro e outro de Sub-10 no dia 23, hoje foi a vez do MiniGalitos dinamizar um encontro de Sub-8.

Como curiosidade refira-se que em cada um destes 3 encontros realizados no Pavilhão do Galitos, o MiniGalitos participou com 3 equipas.

Para além das 3 equipas nos Sub-8, hoje o MiniGalitos teve mais 4 equipas em atividade participando em mais 2 encontros de Sub-12, com 2 equipas em cada local, em Ílhavo e na Gafanha.

Assim, às 10h30 deste domingo o MiniGalitos teve em atividade em simultáneo 7 equipas e respetivos treinadores com perto de 60 mini-atletas.

Os jovens MiniGalitos estão de parabéns...

Resumo da 1ª Fase


“O sucesso é um percurso e não um destino”

Muito verdes para as dificuldades…
A 1ª fase foi ingrata para a nossa equipa, pois ficámos no grupo da “morte”. Ficámos com as equipas mais fortes do distrito, incluindo a equipa campeã nacional do ano passado. Defrontámos o Vagos, Ovarense e Sanjoanense, equipas candidatas a serem campeãs distritais e possíveis campeãs nacionais.
Sabíamos que ia ser muito difícil discutir os jogos e apurarmo-nos para o 1º grupo mas preparámo-nos para fazer o melhor possível. A equipa estava a ser construída de novo, pois entraram muitas jogadoras novas e a nossa mecânica de jogo ainda não estava afinada.
No entanto as nossas prioridades foram focadas sempre no trabalho, para evoluirmos e sermos mais fortes semana a semana, tentando encurtar distâncias para as melhores equipas. Fomos consolidando as nossas ideias e identidade de jogo. Em termos defensivos procurámos pressionar a campo inteiro sempre, independentemente do adversário.
Nos aspetos ofensivos procurámos consolidar o nosso ataque e as diferentes variantes que pretendemos utilizar ao longo da época. Procurando explorar situações de 2x2 e 3x3, com bloqueio direto ou indireto. Fomos insistindo na leitura de situações de 1x1.
No fim da fase disputamos uma “liguilha” contra a equipa do Brandoense para ver se ainda podíamos ficar no 1º grupo mas não conseguimos.
O aspeto mais negativo desta fase foi a escassez de pontos marcados, a nossa média foi de 33 pontos por jogo, o que é péssimo para uma equipa de sub-19 femininos. Sofremos muitos pontos, mais do que devíamos.
Esta fase não foi muito positiva em termos de resultados, mas estamos a melhorar e a preparar-nos para fazer melhor ao longo da época que se segue. As adversárias foram muito superiores a nós mas no fim do ano vamos querer estar mais perto delas.
Resta-nos trabalhar para melhorar… pelo Galitos canta canta!!!!!
Armando Mouro

Atletas Galináceos nos Sub-16 Masculinos

O Galitos vai estar representado por 5 atletas no 1º treino de observação da Seleção Distrital que se realiza no feriado do dia 1 de Novembro (Terça-feira).

O treino realiza-se no Pavilhão do Galitos das 11h às 13h.

Atletas Galináceos que vão participar: David Peralta, João Lamas, Luís Pina, Nuno Simões e Pedro Mealha.


Atletas Galináceas nos Sub-14 Femininos

O Galitos vai estar representado por 2 atletas no 1º treino de observação da Seleção Distrital de Sub-14 Femininos que se realiza no feriado do dia 1 de Novembro (Terça-feira).

O treino realiza-se no Pavilhão do Galitos das 9h às 11h.

Atletas Galináceas que vão participar: Joana Cura e Mariana Limas.


Feliz Aniversário

A Secção de Basquetebol do Clube dos Galitos felicita o atleta Sub-16 Miguel Catarino pelos seus 15 anos e deseja-lhe as maiores felicidades.

Atletas Galináceos nos Sub-14 Masculinos

O Galitos vai estar representado por 5 atletas no 1º treino de observação da Seleção Distrital de Sub-14 Masculinos que se realiza no feriado do dia 1 de Novembro (Terça-feira).

O treino realiza-se no Pavilhão do Galitos das 11h às 13h.

Atletas Galináceos que vão participar: Alexandre Pereira, André Carvalho, Bernardo Matias, Rui Pereira e Vasco Peralta.



Primeiros treinos das
Seleções Distritais


Aproveitando a paragem nos Campeonatos Distritais a ABA realiza no feriado de dia 1 de Novembro (Terça-feira) os primeiros treinos de observação de atletas com vista à formação das suas Seleções Distritais.

Esta 1ª convocatória é da responsabilidade dos Clubes que serão divididos em 2 Grupos (Norte e Sul):
  • Clubes do Norte: Brandoense, Sanjoanense, Ovarense, Oliveirense, Cenap, ACR Vale de Cambra, Esgueira, Enesse e BCO.
  • Clubes do Sul: Vagos, Galitos, Gafanha, Gica, Sangalhos, Colégio de Calvão, Illiabum, Beira-Mar e Atómicos.
Os treinos realizam-se como é habitual no Pavilhão do Galitos com o seguinte horário:
  • Sub 14 Fem. (Sul) - das 9h às 11h
  • Sub 16 Fem. (Sul) - das 9h às 11h
  • Sub 14 Masc. (Sul) - das 11h às 13h
  • Sub 16 Masc. (Sul) - das 11h às 13h
  • Sub 14 Fem. (Norte) - das 15h às 17h
  • Sub 16 Fem. (Norte) - das 15h às 17h
  • Sub 14 Masc. (Norte) - das 17h às 19h
  • Sub 16 Masc. (Norte) - das 17h às 19h
Os treinadores dos Clubes estão convidados para assistir aos treinos havendo uma reunião com os treinadores do masculino do Sul às 10.30h e do feminino do Sul às 11.00. Com os treinadores do masculino do Norte a reunião será às 16.30h e do feminino do Norte às 17.00h.

Resumo da 1ª Fase


Construir para colher no futuro

Acabada a 1ª fase o balanço que podemos fazer é positivo. Estamos a cons-truir uma equipa que neste momento é muito jovem, apenas tem 3 atletas que são de 2º ano, 12 são de 1º ano e 5 têm ainda idade de sub-12. O que nos propomos é criar um grupo com bases fortes para o futuro que nos permita alcançar objetivos maiores.
Podemos dizer que passado um mês de trabalho realizámos 5 jogos sendo 2 de preparação. A assiduidade da equipa tem sido fantástica, mais de 12 atle-tas apresentam um registo acima dos 90%.
Voltamos a referir que tudo tem de ser adquirido num tempo record, desde a postura em campo às próprias regras do jogo. Foi este o desafio que nos propusemos no início da época e penso que com o tempo os temos vindo a alcançar.
Relativamente aos 3 jogos que efetuámos, estamos a cada jogo a adaptarmo-nos melhor e a conhecer a realidade da competição. Nos jogos que disputámos utilizámos 13 atletas. Vamos com certeza encarar a 2ª fase com as maiores expectativas possíveis em relação aos confrontos que se avizinham, a vontade de todas tem sido fantástica e isso só nos motiva mais, agora só temos de continuar a treinar com a mesma vontade e atitude em todos os treinos.
Sofia Pinho e Melo

VIII CLINIC INTERNACIONAL AB PORTO ‘11

Dias 29 e 30 de Outubro de 2011 no Pav. Mun. Póvoa de Varzim

Depois de treinadores internacionalmente prestigiados como Ettore Messina (1993), Pepe Laso (1995), Eduard Torres (1997); Sérgio Scariollo (2001); Bozidar Maljkovic (2007); Gustavo Aranzana e Ricard Casas (2009), este CLINIC INTERNACIONAL de Treinadores de Basquetebol que a ASSOCIAÇÃO DE BASQUETEBOL DO PORTO organiza conta este ano com a presença dos conceituados treinadores espanhóis AÍTO GARCIA RENESES e CARLOS COLINAS (treinador da Liga Feminina - Celta de Vigo e Seleccionador Nacional de Espanha dos escalões de formação, com mais medalhas (6) conquistadas em Europeus e Mundiais, actual Vice-Campeão MUNDIAL, no escalão SUB 19 Fem, no Mundial disputado no CHILE (2011).

Este Clinic é organizado no Pav. Mun. da Póvoa de Varzim, nos próximos dias 29 e 30 de Outubro pela ABP em parceria com a Escola Nacional de Basquetebol e a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

Para além do CLINIC da ABP vai realizar-se na manhã de Sábado o CLINIC das Seleções Nacionais Jovens
9H15 - “Selecções Nacionais Jovens – FIBA EUROPE 2011 - Desafios e Caminhos a seguir. (Sessão teórica)
  • André Martins (Sel. Nac. SUB 20 Masc.)
  • Eugénio Rodrigues (Sel. Nac. SUB 20 Fem.)
  • Carlos Seixas (Sel. Nac. Sub 18 Masc.)
  • Mariana Kostourkova (Sel. Nac. SUB 18 Fem.)
  • Hugo Matos (Sel. Nac. Sub 16 Masc.)
  • Catarina Neves (Sel. Nac. SUB 16 Fem.)
  • 10H30 – Debate - Moderação: Ricardo Vasconcelos e Rui Alves (Sessão teórica)
  • 11H20 – Intervalo
  • 11H30 - “Defender em mismatch permanente.” (Sessão prática) - Rui Alves (Coord. Sel. Nacionais Masc.)
  • 12H30 - “Soluções para melhorar a eficácia dos lançamentos.” (Sessão prática) - Ricardo Vasconcelos (Coord. Sel. Nacionais Fem.)
  • 13H30 - Encerramento


PROGRAMA do CLINIC ABP:
Sábado
  • 15H00 – Recepção dos participantes;
  • 15H30 – “A Coordenação Técnica de um Clube.” (Sessão teórica) - José Tavares (Coordenador – Física de Torres Vedras)
  • 16H30 – “Defesa Individual a todo o campo” (Sessão prática) - Aíto Garcia Reneses
  • 17H45 – Intervalo
  • 18H00 – “Tendências e ferramentas ofensivas da Selecção Nacional sénior feminina para jogar na Europa.” (Sessão prática) - Ricardo Vasconcelos (Seleccionador Nacional sénior feminino)
  • 19H15 – Reunião ANTB com os treinadores
Domingo
  • 09H30 - “Conclusões da participação da Selecção Nacional no EUROBASKET ’11.” (Sessão teórica) - Mário Gomes (Seleccionador Nacional Adjunto)
  • 10H30 - “Conceitos de ataque a partir de um passe interior.” (Sessão prática) - Aíto Garcia Reneses
  • 11H45 - “Padrões defensivos em situações de ajuda.” (Sessão prática) - Carlos Colinas
  • 13H00 – Encerramento

Resumo da 1ª Fase


Apuradas só com vitórias, com querer, trabalho, mas também muita qualidade

Chegado o momento da competição, após 1 mês de trabalho e 2 jogos treino, era com muita ansiedade que atacávamos o 1º objetivo da época: o apuramento inédito para o Grupo Nacional. Este ano num formato diferente e sem margem de erro, pois seriam 3 jogos em 8 dias dos 4 desta 1ª fase que foi jogada a apenas 1 volta, sem hipótese de recuperar um jogo ou um resultado menos conseguido.
Pela frente tínhamos 4 adversários, o Gafanha que participa sempre com equipas competitivas e fortes, os 2 primeiros classificados do Distrital de Sub-14 do ano passado (Illiabum e Oliveirense), equipas muito jovens mas com muita qualidade e a mais débil, Sangalhos. Nesta fase seria importante, não só vencer os 2 jogos em casa, que ditariam o apuramento, mas ver onde nos situamos no nosso trabalho em relação aos nossos adversários.
Começando em Oliveira de Azeméis era crucial vencer e apesar de ter sido um jogo menos conseguido, a vitória por 18 pontos foi clara e importante.
Seguiu-se o mais difícil desta fase, em casa com o Gafanha, sendo o melhor em termos de qualidade, vencendo por 13 pontos, já em gestão, após ter atingido a vintena de pontos de diferença.
O jogo em Ílhavo, que em caso de vitória, garantia o apuramento e 1º lugar, foi uma demonstração de luta e espirito de equipa, com o objetivo conseguido após termos vencido por 17 pontos. Terminámos com a equipa mais fraca, Sangalhos, em casa, numa gestão de todo o grupo com todas as atletas a jogarem entre 12 e 21 minutos, tendo as jogadoras (em especial as mais novas) demonstrado querer e vontade de fazer sempre o melhor mesmo com objetivos cumpridos. Vencemos por 52 pontos de diferença.
De salientar a utilização de 17 jogadoras nesta fase, dando minutos a todas, aumentando o espirito de equipa, sem colocar em causa os resultados e as vitórias por diferenças confortáveis e claras.
Parabéns a todas pelo contributo e por acreditarem que jogando como treinam e dando tudo em cada disputa de bola e em cada intervenção indi-vidual, traduz-se em sucesso para a equipa, e que o grupo depende de todas.
Hélder Silva

2ª Jornada: Galitos / AAUAv 72 – Maia Basket 60

Quando se defende bem, joga-se melhor!

Este jogo envolvia alguma expectativa pelo facto de ser a estreia em casa para o campeonato e porque íamos receber a equipa do Maia Basket, que veio de uma vitória sobre a equipa que na época anterior tinha ficado em primeiro no nossa série (Académica). Para além disso, queríamos dar continuidade ao bom resultado alcançado na jornada anterior.
A nossa equipa alternou excelentes exibições nos primeiros períodos de cada parte com prestações menos conseguidas (sobretudo ao nível defensivo) no 2º e 4º períodos. Esta diferença teve reflexo directo nos parciais conseguidos em cada um dos períodos.
A nossa equipa entrou muito forte no jogo e, através de uma defesa muito agressiva e consistente, conseguiu surpreender a equipa visitante e terminar o 1º período com uma vantagem natural de 12 pontos.
A entrada para o 2º quarto ficou marcada por uma redução dos níveis de concentração resultando numa fraca eficácia defensiva bem aproveitada pela equipa do Maia Basket com um parcial de 00-07. Apesar disso, conseguimos reagir e equilibrar o parcial deste período chegando ao intervalo com 10 pontos de vantagem.
O intervalo permitiu corrigir alguns erros defensivos e chamar a atenção para a luta nas tabelas (ressalto defensivo) e para a necessidade de estarmos concentradas, empenhadas e serenas, para podermos realizar todas as tarefas com sucesso. Tal como tinha acontecido no início do jogo, voltámos a estar bem ao nível defensivo o que se traduziu numa natural (e até consequente) melhoria da nossa prestação ofensiva. Apesar de sofrermos mais pontos que nos parciais anteriores conseguimos marcar 27 pontos neste período, fruto de fortes transições defesa-ataque e de boa exploração das opções ofensivas.
No último período voltámos a baixar o rendimento na defesa e a cometer demasiados erros defensivos e ofensivos o que nos custou um resultado parcial de 11-20. A equipa visitante optou por uma defesa zona estendida a campo todo criando-nos alguns problemas na transição e na organização ofensiva. Apesar do bom desempenho defensivo por parte da equipa do Maia Basket, devemos ter em consideração que os erros cometidos são da nossa inteira responsabilidade porque falhámos em tarefas para as quais estávamos alertadas. A nossa falta de rigor em colocar em campo as soluções para ultrapassar a defesa da equipa adversária foram determinantes para a parca exibição neste 4º período.
Este jogo permitiu confirmar que, apesar de melhorarmos no lançamento exterior (35%), continuamos com baixas percentagens de concretização da linha de lance livre 11/26 (42%!). Além disso, mostrámos algumas lacunas ao nível do ressalto defensivo e das rotações defensivas. É preciso voltar ao trabalho diário e alterar esta situação, até porque a equipa tem claramente argumentos para melhorar nestes aspectos do jogo. Tal como está enfatizado no título das crónica: quando se defende bem, joga-se melhor!
É importante assinalar a excelente prestação da equipa no 1º e 3º períodos e na atitude e empenhamento de todas na procura da vitória. O caminho para o sucesso passa pelo rigor com que treinamos durante a semana e pelo forte espírito colectivo e a ausência de qualquer um destes factores, resulta inevitavelmente no afastamento dos nossos objectivos. É motivador ver uma equipa a trabalhar colectivamente, colocando sempre os objectivos do grupo à frente dos individuais. Parece que estamos no bom caminho. Vamos continuar!
Para terminar, gostaria de agradecer a importante presença do público que já nos tem habituado com o seu grande apoio quando jogamos no nosso pavilhão.
Hugo Fernandes
Parciais: 23-11; 11-13; 27-16; 11-20
Marcha: 23-11; 34-24; 61-40; 72-60

Galitos: Manuela Oliveira (9); Cláudia Conceição (2); Tânia Santos (9); Daniela Ramos (8); Inês Afonso; Sara Pinto; Andreia Miguéis (17); Diana Marques; Raquel Soares (11); Joana Reis; Ana Samy (2) e Sara Morais (14).

5º Jornada: UD Oliveirense 39 – Galitos / Indasa 102


Sem Réplica
Hoje é daqueles jogos que não temos muito para contar, os parciais dizem tudo.
Entrámos num ritmo muito elevado e cedo se percebeu que o jogo estava resolvido com um parcial de 23-04.
Verificámos que não iríamos ter réplica do nosso adversário, e na verdade não deu, apenas pela razão que hoje não abrandámos o ritmo e jogámos apenas numa velocidade todo o jogo, sempre rápidos a sair para o ataque, efectuando 60 lançamentos na área restritiva, e não fosse o nosso desacerto nos lançamentos perto do cesto, principalmente na 1ª parte, a diferença seria maior ainda.
Defesa sempre pressionante e agressiva, 21 roubos de bola, com domínio completo na nossa tabela defensiva, só podia dar resultado em que o nosso adversário, muitas vezes nem chegava a lançar ao cesto.
Em suma, hoje mais uma vez fomos sempre melhores que o adversário e o resultado não sofre qualquer contestação.
Vamos trabalhar bem e concentrados nas nossas tarefas, vamos entrar na fase do Grupo Nacional e não podemos abrandar o ritmo.
Pelo Galitos canta, canta,...Galo

José Guerreiro
Parciais: 10-25; 06-26; 13-29; 10-22
Marcha: 10-25; 16-51; 29-80; 39-102

Galitos: Pedro Santos (5); Miguel Ferreira (15); João Padilha (18); Michael Duarte (16); Bruno Fartura (6); João Paulo (15); João Azoia (8); Perdigão; João Carlos (4) e Gonçalo Catarino (15).



5ª Jornada: CENAP 26 – Galitos / Hello Fagor 183 


Sérios....
Apesar do grau de dificuldade destes dois últimos jogos ser inferior às primeiras 3 jornadas a equipa trabalhou com muito empenho durante a semana, e assimilou completamente a mensagem que temos passado de sermos extremamente sérios em tudo que fazemos. Neste jogo não baixamos o nível daquilo que exigimos a nós próprios apesar de para a nossa evolução não são estes desafios que precisamos. Fomos sérios.
Agora olhamos já com toda a nossa energia para o início da próxima fase onde nos esperam desafios muito difíceis.
Luís Araújo

Parciais: 04-51; 03-39; 08-50; 11-43
Marcha: 04-51; 07-90; 15-140; 26-183

Galitos: David Peralta (23); Tiago Almeida (32); João Lamas (9); Hugo Rangel (30); Pedro Mealha (8); José Tróia (10); Luís Pina (40); Vasco Peralta (11) e Nuno Simões (22).


;;
Galitos Basquetebol - Original Posting Rounders 3 Column | Design: Douglas Bowman | Modification: Ricardo Brito/João Cura